© 2018, Designeed

  • White Google+ Icon
  • Twitter Clean
  • facebook

Social

Ação Social

11.01.2018

O apoio social continuará a ser uma das prioridades deste executivo.
Pretendemos uma intervenção pro activa alicerçada no encaminhamento e
colaboração com o sistema de rede social implementado na freguesia.
Nesta perspetiva promoveremos as parcerias locais e outras com competência
no âmbito do apoio social
A nossa preocupação não será somente com os mais carenciados mas
também de uma forma muito focada na população sénior, com um trabalho
mais próximo e dedicado.
Divulgação da Linha de Emergência Social 144 de âmbito nacional, disponíveis
24 horas, que visa a proteção de situações de emergência (sem abrigo, vitimas
de violência doméstica, idosos, crianças e jovens em risco).
A criação de uma página/site da União de freguesias permitira um canal mais
privilegiado entre a população e a Junta, aqui serão divulgadas todas as
atividades organizadas e apoiadas pela União de Freguesias.
O Objetivo é que a União de Freguesias Glória e Vera Cruz se torne pro activa
com uma maior dinamização do seu Gabinete de Acção Social com a
contratação efectiva de um Técnico Superior de Serviço Social a incluir no
quadro de Recursos Humanos, dando efectivo sentido à perspectiva de que o
centro de todas as políticas são os fregueses e assim a promoção da sua
qualidade de vida e bem-estar. É vontade deste executivo dotar, com a
contratação de um TSSS, esta União de freguesias de um quadro de pessoal
mais qualificado que vá de encontro a uma maior satisfação da população, num
serviço que se pretende sempre de mais qualidade.
Assim, a proposta é que no âmbito desta nova perspetiva de Acão Social,
integremos os seguintes serviços: Gabinete de Acção Social, Gabinete de
Inserção Profissional, Projeto Sal Sénior; Projeto Sal Intergeracional; Projeto de
intervenção e educação com crianças; Loja Social; Banco de Horas; Grupo de
Voluntariado.
Temos conhecimento que a sociedade contemporânea enfrenta inúmeras e
constantes mutações, com consequências preocupantes ao nível da pobreza e
da exclusão social. A franja da população afectada por estes fenómenos é
cada vez mais heterogénea e extensa, o que nos obriga a reflectir
permanentemente em estratégias de intervenção mais eficientes.
Pensar naqueles que por qualquer motivo se encontram numa situação de
maior vulnerabilidade e longe de possuírem aquilo que é de mais elementar à

qualidade de vida humana, é fundamental, por forma a evitarmos a
desfragmentação familiar e social e se poupe as pessoas de situações de
carência económica e alimentar muito grave.
O Gabinete de Acção Social: é um espaço de informação, orientação e apoio,
tendo como principal objectivo contribuir para a melhoria das condições de vida
da população, promovendo o bem-estar pessoal e social de cada
indivíduo/família, em particular dos mais desfavorecidos, articulando para isso,
com diversas entidades e serviços no sentido da rentabilizar e mobilizar todos
os recursos.
Gabinete de Inserção Profissional: estrutura de apoio ao emprego que em
cooperação com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, presta apoio
a jovens e adultos desempregados na definição do seu percurso de inserção
ou reinserção profissional, (recolher informações sobre os fregueses em
situação de desemprego na nossa freguesia e criar base de dados de
empresas, dentro e fora da freguesia, investir na articulação e parceria com o
IEFP)
Projeto Sal Sénior: é uma resposta social que poderá funcionar em parceria
com outras estruturas e apresenta como principal objectivo o combate ao
isolamento social e à solidão, através da promoção do envelhecimento activo e
da aprendizagem que inclui a realização de actividades como a ginástica, a
hidroginástica, a música, o teatro, a informática, o português, a pintura, as artes
decorativas, e outras a propor, ligadas ao meio cultural da União de
Freguesias, mas sobretudo visa promover o convívio e a amizade. Implementar
em parceria com as forças de segurança, PSP, Bombeiros Voluntários Velhos
e Novos e Rede Social num programa de supervisão e acompanhamento aos
Idosos mais isolados.
Projeto Sal Intergeracional: objetivo: desenvolver um conjunto de actividades
no âmbito da temática da Intergeracionalidade, com o intuito de (re) aproximar
gerações e de promover as memórias dos mais velhos como identidade de um
povo. Pretende-se, por isso, angariar apoios através deste projecto para
financiar as várias actividades:
a) Sal de afectos elaboração de roupinhas de bebe pelos idosos das IPSS
da freguesia que os entregariam no Hospital Infante Pedro para os
bebés nascidos em famílias residentes na União de Freguesias;
b) O património cultural dos nossos Avós: dinamização de sessões de
partilha de “sabedoria cultural popular” nos lares de idosos da União de
freguesias e nas sedes da União de freguesias recorrendo a meios
técnicos ligados à música e outros; Programação da edição de um
manual cultural, em parceria com os lares de idosos da freguesia,
decorrente do levantamento efectuado durante este período no qual se
publicarão cantigas populares, histórias de vida, contos, lengalengas,

expressões idiomáticas, entre outros registos antigos que estejam na
memória dos idosos, garantindo, desse modo, a sua transmissão
intergeracional.
c) No dia do Idoso realizaremos um evento cultural/musical para os idosos
apresentarem à comunidade o trabalho feito ao longo do ano, com
participação de crianças e jovens das escolas da União de Freguesias
com realização de um lanche partilhado;
d) Actividade de parceria com forças policiais para alertar para os maus-
tratos contra idosos em parceria com a escolas e IPSS com convite de
participação dos idosos e famílias em espaço a designar.
e) DIA MUNDIAL DOS AVÓS – Dia Intergeracional: atividades específicas
para co-envolver avós e netos, 26/7 de 2018 (D. Avós/Intergeracional)
em lugar a propor.
f) CAMINHADA ANUAL QUE UNE GERAÇÕES: Tendo em conta a oferta
de iniciativas exclusivas para cada faixa etária da freguesia, foi
necessário a criação de uma actividade que pudesse unir várias faixas
etárias e a freguesia central da cidade. Objetivos: Promover a atividade
física dos fregueses; O encontro saudável de gerações; Ajudar alguma
instituição da freguesia; Unir a freguesia. A realizar dia 28 de Abril de
2018.
g) TRILHOS com os Jovens | Ciclovia da Ribeira de Vilar: Com as
orientações dos mais velhos os participantes/jovens farão o
levantamento cultural e de caracterização do lugar da Ribeira. O
percurso destes trilhos será promovido e dinamizado pelos escuteiros de
Vilar com a participação de grupos jovens residentes na União de
freguesias
h) Projeto de intervenção e educação com crianças e jovens: tem como
finalidade a promoção da valorização pessoal e social das crianças e
jovens em contextos sociais desfavorecidos, criando-lhes oportunidades
que os afastem de exclusão social através da aprendizagem de normas,
valores e modelos de referência que combatam a dificuldade de
adaptação e inserção social na família, na escola e/ou na comunidade.
Realização e promoção em parceria de actividades lúdicas e outras em
espaços interiores e exteriores da freguesia em parceria com
Associações desportivas, culturais e IPSS e CPCJ.
Incentivo à cr
iação do Mercado de Troca Directa de Serviços (Banco de Horas): tem como objetivo o apoio a indivíduos/famílias em situação de grave
carência socio- económica com vista a atenuar fenómenos de pobreza e
exclusão social. Este Banco, a nível local, promove o encontro entre
necessidades e recursos. Pela atribuição de um valor monetário, que satisfaça
uma necessidade básica é criada uma dívida, que será liquidada através da
prestação de horas de trabalho a favor do bem comum, na e para a
comunidade local.

Grupo de Voluntariado: fomentar a participação social e cívica é determinante
para o sucesso que pretendemos alcançar, que se resume a uma freguesia
melhor e mais solidária. Por isso, deveremos criar um grupo de profissionais de
diversas áreas (enfermagem, medicina, direito, psicologia, e outras) que presta
apoio e orientação gratuita em cada uma das áreas a pessoas/famílias em
situação de comprovada carência. Realizar e promover ações de informação
sobre temáticas que se mostrem de interesse para os utentes do Gabinete de
Acção Social.
Estamos certos que para que exista um desenvolvimento sustentável destes
projectos e para o seu desenvolvimento precisaremos de rentabilizar todos os
recursos comunitários, locais ou regionais, de âmbito cultural e social para que
seja possível satisfazer a população e pondo em execução este dinamismo, tal
levará a um apelo de participação activa da população no próprio
desenvolvimento. Estamos certos que a participação activa da população no
seu desenvolvimento trará uma maior motivação desta a todo este processo.
Recorreremos ainda à participação activa das Associações pois ela são um
meio privilegiados de mobilização de recursos e de participação de forma a
impulsionar a participação da população.
• Iremos fomentar uma maior participação da população promovendo
reuniões regulares (inicialmente de dois em dois meses) com
representantes dos lugares da União de Freguesias no sentido de
identificar carências, dinâmicas a implementar e mobilizar recursos e
criação de ideias. As reuniões decorrerão nas sedes da União de
freguesias, alternadamente;
• Será promovido um Fórum de discussão de ideias sustentadas pelas
boas práticas, informando dos programas de apoio existentes e
disponíveis, quer para os indivíduos, quer para as associações e IPSS
(recursos a representantes dos organismos públicos);
• Dinamizar apoios às associações nomeadamente na articulação de
subsídios mas também calendarizar e estabelecer parcerias para a
criação e desenvolvimento de espectáculos, actividades desportivas e
culturais na comunidade, valorizando o seu trabalho e potenciando a sua
qualidade.

Valências:

- Atendimento (Sede)

   

- Atendimento (Casa da Comunidade Sustentável)